MotorDream

Lançamentos

Teste: Audi Q8 - Degrau acima

10/07/2018 17:49  - Fotos: Divulgação
Envie por email

Teste: Audi Q8 - Degrau acima

 Audi Q8 equilibra boa dose de requinte, desempenho e praticidade e chega ao Brasil em 2019

POR JORGE BEHER, DO AUTOCOSMOS.COM 
EXCLUSIVO NO BRASIL PARA AUTO PRESS
COLABOROU MÁRCIO MAIO/AUTO PRESS
 
O SUV cupê Q8 é um dos projetos recentes mais ambiciosos da Audi. Principalmente pela principal característica que o diferencia dos principais rivais e até dos parceiros de plataforma: o alto nível de tecnologia. Além disso, dentro da própria marca alemã, há grandes mudanças no design, tanto por dentro como por fora. Um sinal de que a fabricante já está se propondo a rever alguns detalhes de sua identidade visual. Sua estreia acontecerá na Alemanha e em outros países europeus no terceiro trimestre deste ano. Para o Brasil, o Q8 é estrela garantida da marca no Salão de São Paulo, com vendas previstas para começarem no ano que vem. México, sua chegada está prevista para outubro próximo, então você tem alguns meses para salvar.
 
O SUV é montado sobre a plataforma MLB, que serve de base também para o Q7 e alguns outros modelos do grupo Volkswagen, incluindo o Volkswagen Touareg, o Porsche Cayenne, o Bentley Bentayga e o Lamborghini Urus. E foi projetado para bater de frente com os conterrâneos alemães BMW X6 e Mercedes-Benz GLE Coupé, além de outros modelos com características mais esportivas, como o Jaguar F-Pace. São 4,99 metros de comprimento, 1,99 m de largura, 1,70 m de altura e 3,00 m de entre-eixos. O utilitário é apenas 6,6 cm mais curto que o Q7. O porta-malas comporta 605 litros de capacidade – são 25 litros a mais que o BMW X6. 
 
O design traz linhas sólidas e alguns vincos que passam uma imagem robusta e, ao mesmo tempo, limpa. Na frente, a nova grade inteiriça, ou singleframe, muito mais proeminente e em formato octogonal, torna-se a grande protagonista do desenho e domina a dianteira. Nos faróis, os projetores principais ficam abaixo das luzes diurnas em led, em forma de “L”. E por baixo da grade há duas grandes entradas de ar, que nos modelos a diesel são apenas estéticas.
 
Mauricio Monteiro dos Santos, designer de interiores da Audi e do projeto Q8, garante que houve uma preocupação grande em fazer com que o interior do modelo correspondesse ao seu exterior. Daí veio o layout completamente horizontal, que marca a largura do SUV. Um grande console em acabamento preto brilhante ajuda a camuflar uma das duas telas do sistema multimídia, com 10,1 polegadas, enquanto a segunda, de 8,6 polegadas, aparece abaixo. Há ainda uma terceira tela, já conhecida nos lançamentos mais recentes da marca, que é o painel digital, o Audi Virtual Cockpit, com todos os instrumentos de condução e personalizável. Atrás, os assentos são deslizantes e reclináveis, além de terem seus próprios comandos para controle de temperatura e airbags laterais próprios. O sistema de áudio leva a assinatura da dinamarquesa Bang & Olufsen, com uma seleção de alto-falantes que possuem suas próprias inserções acústicas dentro das portas, o que melhora significativamente a fidelidade e a projeção do som.
 
A tela superior mostra a câmara de ré, áudio, conexões e várias configurações. A inferior é para o controle climático e oferece acesso direto a funções como o controle de descida e desativação ou ativação do modo start/stop e do head-up display. Os únicos botões físicos são os da ignição, do assistente de estacionamento e do volume, além de um comando para acesso direto a toda assistência de direção do carro – não é preciso acessar o menu para isso. 
 
O Audi Q8 vai estrear com um motor diesel V6 3.0 turbo de 286 cv e 61,2 kgfm de torque, além de outro motor também diesel de menor especificação e um propulsor a gasolina TFSI. Este último é um sofisticado V6 de 3.0 litros, com 335 cv e 51 kgfm de torque – foi este o protagonista da avaliação, associado a uma caixa automática sequencial de oito velocidades, sistema Quattro de tração integral, sete modos de condução e suspensão pneumática ajustável. Todos os motores estão associados a um sistema semi-híbrido. É possível desligar o motor por 40 segundos quando se solta o acelerador, permitindo que o carro seja impulsionado pela inércia, para economizar combustível. Este sistema também aciona as rodas traseiras com intensidade diferente, para melhorar o raio de giro em baixa velocidade – algo essencial em um SUV de praticamente 5 metros de comprimento e que melhora a estabilidade lateral em velocidades superiores. Principalmente quando se considera o peso do Q8, de 2,1 toneladas, mesmo com muito uso de alumínio em sua construção.  
 
Primeiras impressões
Interatividade e luxo
 
San Pedro de Atacama/Chile – À primeira vista, impressiona a maneira como a Audi conseguiu se reinventar no interior do Q8. Isso, é claro, respeitando a ideia de "luxo moderno" com muitos tons monocromáticos e toques sóbrios, como o alumínio texturizado ou a madeira cinza opaco e bordas metálicas, além das costuras visíveis no couro. A maior inspiração foi o A8 e isso é facilmente notado, incluindo as telas duplas e grande parte do seu extenso equipamento. Porém, claramente adequado para todas as estradas.
 
A ideia de muitas telas no interior do veículo pode ser encarada como perigosa, já que isso desperta a atenção dos motoristas. No Q8, porém, a interface é escura e os controles são minimalistas e lógicos. Além disso, essas telas têm feedback acústico, o que ajuda a perceber quando se está, de fato, tocando em um botão. É importante frisar também que a usabilidade do sistema, em alguns casos, lembra bastante a dos smartphones de hoje em dia, facilitando ainda mais essa interação entre o carro e seu condutor. 
 
Dá para personalizar os ícones do sistema multimídia e os atalhos de acordo com a preferência de quem dirige. O sistema GPS é inteligente e melhora as sugestões da rota de acordo com os caminhos mais utilizados. E tudo pode ser gerenciado pelos comandos de voz, que são atualizados através da internet – há uma entrada para chip. Basta, por exemplo, mencionar que está frio para que o Q8 sugira elevar a temperatura da cabine. E os assentos são aquecidos e oferecem massagem e ajustes elétricos. Para completar, a tela inferior reconhece a escrita: basta escrever algo com o dedo e o sistema entende a mensagem. 
 
Com grandes rodas e pneus para asfalto, o Q8 defendeu-se muito bem na longa e variada rota proposta, que partiu de San Pedro de Atacama. O Q8 é um SUV de estrada, mas é só acionar o modo de direção Allroad para que a suspensão suba e altere drasticamente sua suavidade, com maior desempenho do controle de tração nas curvas para ter mais aderência. No modo dinâmico, é mais fácil encarar as curvas cegas da rodovia. O motor tem um comportamento muito progressivo e a caixa de marchas de oito velocidades não deixa espaço para queixas.
 
Qualidades clássicas de Audi estão presentes. Os passeios são sempre muito estáveis e a direção progressiva ajuda a manter o equilíbrio nas curvas. O isolamento acústico é digno de elogios e há um sistema de chassi eletrônico que neutraliza as vibrações. Para uma condução mais instigante, a combinação entre o modo Dinâmico de direção e o modo esportivo no câmbio é o indicado. Na estrada, seus mais de 30 radares e sensores mantêm o veículo seguro. Câmaras de 360 graus, visão noturna, assistente de estacionamento, controle de cruzeiro adaptativo, assistente de manutenção de pista, radar de ponto cego e muito outros recursos fazem parte da imensa gama de assistência, que pode ser desativada de acordo com a situação. 
 
Se está no Q8 o tom que a Audi dará a seus futuros lançamentos, percebe-se que a essência de seus carros não mudará muito. O Q8 alcança o ponto exato entre um design mais agressivo e emotivo e o conforto e a praticidade típicos de um SUV. A tecnologia é fundamental, mas em vez de ser confusa ou inútil, no modelo topo de linha dos utilitários da marca, é bastante lógica e simples de operar. O que faz do modelo um excelente utilitário esportivo para quem busca maior performance e um estilo arrojado, sem sacrificar a praticidade.
 

TRÂNSITO LIVRE

todos

Comentários

Não há comentários para este artigo.

Para postar comentários é necessário ser cadastrado no nosso site. Deseja se cadastrar gratuitamente?

Motor Dream
MotorDream - Rua Barão do Flamengo, 32 - 5º Andar - Flamengo
Rio de Janeiro - RJ - Cep: 22220-080
Telefone: (21) 2286-0020 - Fax: (21) 2286-1555

Copyright © 2018 - Todos os direitos reservados.
GEO: -22.932985, -43.176320
Webroom Soluções Interativas